Universidade Sénior

A Universidade Sénior de Alfândega da Fé nasce em abril de 2012, inserida no projeto INOVE Alfândega, promovido pela Liga dos Amigos do Centro de Saúde de Alfândega da Fé.

Esta iniciativa surge como premente necessidade, num pequeno concelho do nordeste transmontano, em que o aumento da população idosa aumenta a olhos vistos, à semelhança de todo o interior do país. A par deste fenómeno, surge também nos últimos 4 anos, uma vontade e maior necessidade de promover atividades na 3ª Idade, como uma mudança de paradigma que, a 3ª Idade não é o fim de nada, mas sim o inicio de uma fase que é preciso aproveitar, aquilo que a vida laboral e/ou familiar não permitiu até então.

Se por um lado é bom chegar “à reforma” e não ter a obrigatoriedade de cumprir uma rotina rígida de horários, por outro é igualmente bom, assumir um compromisso de envelhecimento ativo, com a liberdade de se fazer aquilo que dá maior prazer a cada um… A Universidade Sénior nasce assim, de um conjunto de “Jovens de Outrora”, ativos, entusiastas, com muito para ensinar, mas ainda com vontade salutar de aprender, e até empreender.

E quem são os alunos desta academia?

Gentes da terra, que sempre por aqui viveram, se dedicaram à lavoura, mas trocam agora a “enchada” pela esferográfica e frequentam aulas como Inglês ou História de Portugal. Gentes que só conheceram a escola primária, de passar à porta, quando passavam com os seus rebanhos de gado a caminho do pasto e frequentam agora aulas de alfabetização. Gentes, que cruzaram os mares, conheceram o continente americano e africano e o interior da Europa, levaram o nome de Portugal além-fronteiras, mas agora é dentro de portas que gostam de conhecer o que de bom por cá também se foi fazendo e para isso há agora aulas de História no Local. Não têm conta o número de passeios e viagens “para fora cá dentro”, que a Universidade já promoveu, neste sentido.

E quem são os professores desta academia?

São as mesmas gentes… Simples! Talvez que a sorte tenha querido, que tivessem mais formação e cargos mais elevados e partilham agora saberes com os de mais, seus iguais.

O avanço da Universidade foi solicitando o progresso e a melhoria continua… E se é de envelhecimento ativo que se fala, não se pode descurar o exercício físico, que acontece duas vezes por semana na sede da LACSAF, mas chega também semanalmente às aldeias do concelho, onde há Seniores interessados em se exercitar.

E informática também há… Novas tecnologias, para gente velha… Velha não, gente sábia! Que com a sapiência de quem cresceu sem luz elétrica, comunica agora através do computador com os seus ente-queridos e está informado de tudo o que se passa nesse mundo global, que é a internet.

E já falamos na necessidade da ginástica, aquela que faz bem ao corpo… Mas também se exercita nesta Universidade Sénior, a mente! Através das aulas de estimulação cognitiva. De tudo se fala, tudo se discute, em muito se reflete! O importante é colocar as memórias em funcionamento, o cérebro em movimento. Pode dizer-se que é uma terapia… Mas também há outras aulas terapêuticas, as malhas, os bordados e os trabalhos manuais, pois trabalhar com as mãos, além de uma alegria, pode ser também uma terapia. Assim como a expressão dramática, é tão bom para estes seniores despir aqui os papéis, por vezes tão duros que desempenharam ao longo da sua vida e vestir levemente o papel de ator/atriz numa divertida peça de teatro, ou declamador/a de um poema cheio de sentimento.

Já são 4 anos cheios, cheios de rugas, mas essas linhas têm muito para contar e tudo se regista, pelos repórteres seniores, da aula de Jornalismo.

Em suma, a Universidade Sénior de Alfândega da Fé conta com 158 alunos até ao momento, mas continua a ter as portas abertas, para mais aprendizes e para mais mestres. Pois “Envelhecer ainda é a única maneira que se descobriu de viver muito tempo” (Charles Saint-Beuve) e portanto, à que acrescentar anos á vida, da melhor forma possível.